Blog single

Comportamento sedentário x dor na coluna lombar

Comportamento sedentário x dor na coluna lombar

Precisamos entender o conceito de sedentarismo, ou, melhor dizendo, comportamento sedentário para entendermos as consequências deste comportamento e sua relação com a dor lombar.

Conceitualmente, o comportamento sedentário é definido como a falta, ausência ou diminuição de atividades físicas ou esportivas, comportamento adquirido, decorrente dos maus hábitos da vida moderna.

Desde a Revolução Industrial e com os avanços tecnológicos, a mão de obra humana passou a ser substituída por máquinas, o que favoreceu para que o ser humano adotasse um estilo de vida sedentária, passando a maior parte da sua vida sentado, no trabalho, no transporte e em casa (REIS; MORO; CONTIJO, 2003).

Segundo estatística da OMS, 25% dos indivíduos adultos e cerca de 75% dos adolescentes não praticam atividade física suficiente.

As novas diretrizes recomendam pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física moderada a vigorosa por semana para adultos, incluindo pessoas que vivem com condições crônicas ou deficiências, e uma média de 60 minutos por dia para crianças e adolescentes.

Além disso, é importante salientar que atividade física, diferentemente da prática conduzida de exercícios físicos, está inserida no ambiente e nas atividades cotidianas do indivíduo, podendo ser, lazer, tarefas domesticas ou de deslocamento para a escola ou trabalho.

Dor na coluna lombar

E qual a relação entre o comportamento sedentário e a dor na coluna lombar, ou, lombalgia?

Os grupos musculares que formam o chamado CORE (núcleo), desempenham importante papel protetor das estruturas anatômicas da coluna vertebral. A hipotonicidade proveniente do desuso, a permanência prolongada em determinadas posições, a fadiga local, causam uma transferência excessiva de carga a essas estruturas da coluna, em especial a coluna lombar, provocando dor (COSTA; PALMA, 2005).

De forma simplificada, segundo o Dr. Antônio Krieger, médico ortopedista especialista em coluna, “Ao passar muito tempo sentado, a musculatura responsável em estabilizar nossa coluna, principalmente os músculos do abdômen e a musculatura da região lombar, passam a ficar mais relaxados e enfraquecidos, aumentando ainda mais as pressões sobre a coluna, o que facilita a ocorrência de dor”.

Podemos relacionar alguns outros fatores para o acometimento da lombalgia, entre eles estão:

  • Idade
  • Sexo
  • Obesidade
  • Altura
  • Acidentes laborais ou esportivos
  • Maus hábitos posturais

Tratamento

Identificada a real causa da lombalgia, o tratamento pode ser, dependendo da gravidade, cirúrgico ou convencional com a atuação de um fisioterapeuta, neste caso para aliviar a sintomatologia dolorosa, devolvendo a funcionalidade ao indivíduo, evitando-se a prática invasiva da cirurgia.

Preventivamente, recomenda-se fortemente a prática de EXERCÍCIOS FÍSICOS, estes, DIFERENTEMENTE DA SIMPLES ATIVIDADE FÍSICA COTIDIANA, devem ser orientados por um profissional de educação física, devidamente qualificado, a fim de determinar quais práticas devem ser realizadas e a dosagem delas.

Para aprofundar mais, leia também sobre Dores na Lombar? e a respeito de Musculação Terapêutica.

Acompanhe nossas atividades diárias nas redes sociais: Facebook, Instagram e Youtube.

Marcelo Alcântara

 

 

Marcelo Alcântara
CREF 00515 G/DF

1 Comentário
  1. […] Leia também sobre Hidratação e sua importância no âmbito de academias e Comportamento sedentário x dor na coluna lombar […]

Comments are closed.