Blog single

No pain, no gain? Será mesmo?

Qual a sua relação com a dor?

Você é daquelas pessoas que “adora” sentir uma dorzinha pós-treino e acha que isso é sinônimo de um treino bom?

Sinto lhe informar que isso nem sempre pode ser o certo. Existem pessoas que não sentem essa dor, porque, muitas vezes, não acontece no músculo e sim na fáscia – quando inflada, gera dor.

Não ache que NÃO sentir nenhuma alteração pós-treino é sinal de pouco ou nenhum resultado, pois o incômodo é consequência de um processo inflamatório e o mesmo deve ocorrer para que haja hipertrofia (ganho de massa magra/músculo).

Parece paradoxal e realmente é. Não sentir dor, não quer dizer que o treino não foi bom. Pelo contrário, é apenas um indicador dentre outros tantos.

Não senti dor. O treino foi bom?

Muitas dessas dores caminham em sentidos opostos! Ou o treino foi muito intenso ou você estava destreinado e, como consequência, teve um processo inflamatório exacerbado. Aí que mora o perigo! Esse desconforto pode te limitar demais e comprometer suas atividades cotidianas como, subir uma simples escada, entrar no carro, pegar algo no armário etc.

Tem gente que gosta de ficar assim. Saiba que seu cérebro enviará uma mensagem negativa e te gerará um desânimo para evitar isso novamente.

Estou com dor, o que fazer?

Se você estiver nesse estado, não tome nenhum remédio! Lembre-se que, um dos processos esperados para ganho de massa muscular é justamente isso acontecer, porém, na medida certa. Um bom acompanhamento e respeito ao seu descanso são pilares para o surgimento de resultados.

Por incrível que pareça, treinar com essa famosa dor tardia pode ajudar, fazendo com que tudo isso passe mais rápido, mas, muita calma nessa hora!

Muita dor pós-treino = um treino
Pouca dor pós-treino = outro treino completamente diferente!

Caso você não sinta nada, não quer dizer que poderá treinar com mais ou menos intensidade.

Não se esqueça que a dor é apenas um dos sinais de atenção que devem ser respeitados e, por isso, você deve relatar tudo para seu professor. Ele dirá qual caminho deverá ser seguido, seja ele um treino aeróbio, alongamento ou até mesmo te mandar para casa descansar.

Não senti dor pós-treino, e aí?

Vamos lá!

Em diversos estudos na Internet foram observados indivíduos treinados e destreinados realizando a mesma série de exercícios de mesma intensidade (alta). Foram coletadas amostras de sangue e de tecido (tiraram um pedaço do músculo de cada um), a cada 24h, durante 10 dias. Como era de se esperar, todos tiveram hipertrofia, alguns em até 10 dias pós-treino. Com isso, podemos afirmar que a dor fez e faz parte do processo! Não a sentir, não necessariamente quer dizer que não haverá resultados.

Respeite seu corpo, procure um bom profissional e, de preferência, procure acompanhamento de um nutricionista!

Leia também sobre Hidratação e sua importância no âmbito de academias e Comportamento sedentário x dor na coluna lombar

Acompanhe nossas atividades diárias nas redes sociais: Facebook, Instagram e Youtube.

Prof. Emmanuel Guimarães

 

 

Emmanuel Guimarães
CREF 7254 G/DF